Dá pra esperar?!

0
834

Dá pra esperar?!

Não.
Eu não espero nada da vida.
A vida anda muito chata, sabe?!
O Deus que tanto cultuam mal existe…

Hoje Deus é uma nota de cem segurada por uma mulher de lingerie ou homem de sunga
O que esperar deles?
Pagamos para comer, morar, transar, dormir…
E sabe o que é pior?
Você nem liga.

Fomos doutrinados para trabalhar, tão somente!
O nosso lazer, quando temos e à medida que temos, custa caro.
Não da pra esperar mais do que isso.

Pagar para sorrir, para trepar, pra se anestesiar.
Tudo é capital prediário à crédito!
Ás vezes a vista mesmo.
Porque esperar?!
Não da!
Dentro de meu cubículo físico e simbólico da pra ver você comprando, ou apenas cobiçando, um tênis nike de cor laranja fluorescente.
Aqui não ta teno pra tanto!…
Sou pobre, excluído socialmente, desnutrido.

Me resta, ao fim e ao cabo, lutar!
E isto não deixarei de fazer.
Continue a sonhar com o nike.
Eu?! Mudarei a realidade á força!
Nem que seja a minha, apenas, e da minha verdadeira família!

2015 chegou. Sabe o que mudou?!
Nada!
Continuamos a gastar desenfreadamente! Até pra ‘virar” o ano.
Pro capital, tanto faz em que ano estamos. Basta apenas que ele se fortaleça. E esta conseguindo cada vez mais…

Artigo anteriorNovos tempos na Cultura
Próximo artigoIngressos online?
Graduação em Psicologia pela Universidade Bandeirantes de São Paulo/ Anhanguera, Campus Osasco. Formação voltada para o Teatro de Grupo, utilizando a Teoria de Psicologia Social para auxiliar no entendimento das práticas de Grupos Teatrais com Sedes Próprias. Participante da Cia Teatro dos Ventos desde 2005, já atuou em diversas montagens dentro e fora da Cia. Mas suas vontades são ter mais possibilidades de construir e atuar na Rua. Também é iluminador de espetáculos, integrante do Grupo Trapo, já apresentou diversas vezes dos espetáculos montados pelo grupo desde 2013, apresentando em espaços alternativos, teatros convencionais, Sesc Piracicaba, entre outros. Atualmente é articulador da Rede Brasileira de Teatro de Rua e do Movimento de Teatro de Rua de São Paulo.