A cantora paulistana Mariana Aydar esteve em Osasco cantando e encantando. O show aconteceu no Sesc Osasco no dia 24 de janeiro. Confira a entrevista exclusiva que a cantora forneceu ao site!

Mariana Aydar é uma daquelas cantoras que ao soltar a voz de maneira tão natural e, ao mesmo tempo, tão imponente, faz o canto parecer uma tarefa fácil de ser executada. Quem dera! Só por isto, sua apresentação já vale a pena. Mas então o show começa e, música após música, você percebe que conhece aquelas composições. E não, não estamos falando das justas homenagens que a cantora fez durante o show a nomes importantes da nossa cultura como Clara Nunes (“Canto das três raças”). Estamos falando de composições próprias, composições de Mariana Aydar, que com certeza você e eu já ouvimos.

Uma delas é “Palavras não falam”, que aborda o próprio ato de compor, de doar-se e preencher um papel vazio que já é poético por si só.

O trabalho mais atual de Mariana é “Cavaleiro selvagem aqui te sigo”, lançado há 3 anos. A cantora promete outro álbum para o primeiro semestre de 2015. Por isso, a apresentação em Osasco foi um compilado dos melhores momentos de sua carreira, bem como homenagem a grandes compositores do Brasil. Além de Clara Nunes, Mariana cantou “Deixa o verão”, de Rodrigo Amarante (um dos fundadores da banda Los Hermanos) e “Vai vadiar”, que, embora não tenha sido composta por Zeca Pagodinho, ficou conhecida em sua voz.

O show no Sesc Osasco abriu a agenda de shows da cantora em 2015 e levou um público eclético ao local. Jovens descolados dançavam ao lado de casais apaixonados, hétero e homossexuais.

Mariana começou o show calçando uma bota com um salto imponente e terminou descalça, pulando e brincando com a banda e o público.

Para o site Cultura Osasco a cantora revelou que seu quarto álbum tem previsão de lançamento para abril de 2015 e considera a internet um ótimo meio de divulgação. Ela acompanha a evolução dos meios. “Quando eu lancei o ‘Cavaleiro Selvagem aqui te sigo’ o Instagram não era usado no Brasil. E hoje em dia é uma ferramenta que eu uso muito”. Ela diz que o lançamento de novas ferramentas sempre vai acontecer e que é preciso acompanhar o mercado.

O novo álbum da cantora é baseado na obra do artista plástico Nuno Ramos que, muita gente não sabe, possui um lado compositor forte. Mariana revela que em 2013 surgiu a oportunidade de transformar a obra de Nuno em um show, mas seu trabalho acabou se tornando a base para seu próximo álbum. Algo totalmente inesperado e enriquecedor.

Sobre o show

O show de Mariana Aydar e sua banda vai do tranquilo ao dançante. A voz macia e imponente de Mariana embala os ouvidos e convida as pessoas presentes a se integrarem ao show.

A banda toda é muito profissional e sincronizada. Mas o guitarrista Rafa Moraes dá um show, especialmente na música “Galope rasante” com um solo de guitarra de tirar o fôlego. O cabelo roxo até passa despercebido. Bruninho Marques (bateria) e Luciano Campo Grande (baixo) também não deixam por menos.

As músicas de autoria de Mariana são envolventes e reflexivas. Um exemplo é a “Zé do Caroço”, solicitada por um fã desde o primeiro minuto do show, e diz o seguinte: “…E na hora que a televisão brasileira / Distrai toda gente com a sua novela / É que o Zé põe a boca no mundo / Ele faz um discurso profundo / Ele quer ver o bem da favela…”

Mariana: a mulher e a Moda

Se você pesquisar a imagem de Mariana através de sua carreira, vai perceber que ela é bem camaleoa. Cabelo curto, cabelo longo, cabelo escuro, cabelo castanho médio, vestido longo, calça de malha, trabalho artesanal, tecido sintético. Cabe de tudo na imagem da cantora.

Mariana diz que gosta de brincar com sua imagem e não impõe restrições sobre o que veste. No palco, ela vira moleca, pulando, dançando e agitando a cabeça e os cabelos. Ela começa o show de salto e geralmente acaba descalça. “A Brisa (sua filha, que completa 2 anos em abril) me ajudou a me transformar numa mulher, realmente. É muito nítida essa mudança depois que ela nasceu”, conta a cantora.

Para se ter uma noção, Mariana é muito “da terra”. Ela adora a terra, a natureza, e adora ficar descalça, como já foi comentado. “Por mim, eu nem usava roupa”, brinca. “Mas eu sei a importância que a Moda e a roupa têm quando você quer comunicar, quando se quer passar uma mensagem. Tanto que a cada trabalho e a cada álbum eu me reúno com o Higor Vaz Alexandre, um grande parceiro. A gente sempre pensa junto nos figurinos e nos desdobramentos de cada figurino também”.

Depois do nascimento de Brisa, ela assumiu mais o lado mulher e passou a usar mais salto nos shows. Além disso, a filha acaba ajudando a compor alguns looks. “Para o show de hoje, eu mesma quis escolher minha roupa com a Brisa ‘quicando’ na minha frente, pulando o tempo todo. Eu acabei escolhendo uma blusa amarela porque ela está numa fase em que tudo o que ela gosta é amarelo. Ela viu a blusa e apontou: ‘Amarelo, amarelo’ e eu acabei optando por ela”.

Mariana Aydar também revelou sua admiração e parceria com alguns dos grandes nomes atuais da Moda brasileira: ela é amiga pessoal das meninas da Amapô (Carô Gold e Pitty Taliani), que fizeram o figurino do álbum “Cavaleiro selvagem aqui te sigo”, e da família “Coelho-Lourenço” (Reinaldo Lourenço, Glória Coelho e Pedro Lourenço). Pedro fez o figurino do clipe da música “Palavras não falam”. Ah, tá!

Confira a seguir o setlist e algumas fotos exclusivas da cantora Mariana Aydar e seu show em Osasco!

SETLIST
Solitude
Galope Rasante
Os Passionais
Vai vadiar
Palavras não falam
Aqui em casa
Tá?
O Homem da perna de pau
Preciso do seu sorriso
Canto das 3 raças
Zé do caroço
Não foi em vão
Peixes

Bis
Onde esta você
Minha missão

Fotos: Eva Coutinho